BATMAN E ROBIN

          Batman é o super-herói de ficção que surgiu nas revistas americanas de quadrinhos publicadas pela DC Comics. O personagem foi criado por Bob Kane e Bill Finger e apareceu pela primeira vez na revista Detective Comics nº 27, publicada em maio de 1939. Batman é a identidade secreta de Bruce Wayne, um milionário e filantropo. Embora seja considerado um "super-herói", ele não possui superpoderes, lutando contra seus inimigos usando apenas a astúcia, capacidade de investigação e diversos acessórios tecnológicos. Batman é conhecido também por suas alcunhas de "Cruzado Encapuzado", "Cavaleiro das Trevas" e "Maior Detetive do Mundo". As aventuras de Batman acontecem na cidade fictícia de Gothan City, que é identificada como sua residência apenas na revista Batman nº 4, de 1940. Robin, o menino prodígio, a identidade secreta de Dick Grayson, aparece pela primeira vez na revista Detective Comics nº 38, de 1940, quando então ficou formada a Dupla Dinâmica. Batman é servido por seu fiel mordomo Alfred Pennyworth, que é um dos poucos que conhecem sua identidade secreta. O personagem de Alfred apareceu pela primeira vez na revista Batman no. 16 da DC Comics, edição de abril de 1943. O grande vilão das histórias de Batman, o Coringa, apareceu pela primeira vez na revista Batman n. 1, de abril de 1940. Este personagem é parcialmente inspirado em Gwynplaine, um dos protagonistas do romance L'Homme qui rit (O Homem que Ri) de Vitor Hugo.

          Batman, o Homem-morcego, é um personagem complexo e fascinante. Não podemos considerar Bruce Wayne um louco, mas seguramente alguém perturbado pela assassinato de seus pais durante um roubo, do qual foi testemunha, e que, por isso, criou um personagem tão sinistro, baseado em um animal que vive nas cavernas e no escuro, para ser sua identidade secreta. Seu ímpeto de vingar a morte dos pais como um justiceiro contra o crime dá o tom das aventuras do herói. A versão de Frank Miller do personagem enfatiza seu lado sinistro e perturbado, ao ponto de Miller passar a ideia de que Batman é um psicopata. Uma análise mais detalhada do personagem seguramente concluirá que ele sofreu de um transtorno pós-traumático resultante do evento, do qual só conseguiu libertar-se ao construir uma identidade secreta dedicada a manter a ordem na sociedade.

          Embora a versão mais antiga para o assassino de seus pais seja a do infame personagem Joe Chill, a versão de Tim Burton para o cinema introduziu a ideia que o Coringa é o assassino e, portanto, ele é o responsável pela criação de Batman. Uma ideia interessante e perturbadora. Numa visão mais psicológica do personagem, podemos imaginar Batman, nas sombras da Batcaverna, remoendo sua dor pela perda dos pais, usando toda sua imensa fortuna para lutar contra aquilo que lhe causou tanta mágoa.

          Clima bem diferente, em relação ao Batman dos quadrinhos e dos filmes para o cinema mais recentes, tinha a versão de 1966 para a TV. Os anos 60 eram anos dos hippies, do rock, da liberação sexual. O seriado foi feito neste clima, assumindo características psicodélicas e engraçadas.

          Batman 1966 é um dos seriados de TV mais cultuados da história, produzido pela 20th Century Fox para o canal ABC. A série estreou na televisão americana em 12 de janeiro de 1966. O seriado teve 3 temporadas e um filme de longa metragem lançado em 1966, e foi protagonizada por Adam West e Burt Ward nos papéis de Batman e Robin. Na terceira e última temporada da série foi introduzido o personagem Batgirl, interpretado por Yvonne Craig. A série produziu uma geração de "bat-maníacos". Um ponto alto do seriado foi a participação de diversos convidados especiais para interpretar os vilões das histórias: Cesar Romero como Coringa; Burgess Meredith como Pinguim; Julie Newmar e Lee Meriwether, em diferentes temporadas, como mulher-gato; e Victor Buono como o inesquecível Rei Tut. O Rei Tut foi um personagem criado especialmente para o seriado de TV. Na verdade, o Rei Tut é William Omaha McElroy, um professor altamente qualificado de Egiptologia na Universidade Yale que sofre uma pancada na cabeça que desperta uma outra personalidade, em que ele acredita-se a reencarnação do Rei Tut e que Gotham City é a cidade de Tebas. Meu vilão preferido do seriado sempre foi o Rei Tut.

          As lutas com os vilões eram acompanhadas de onomatopeias na forma de desenhos, uma homenagem aos quadrinhos. Na verdade, foram usadas no seriado 84 diferentes onomatopeias em todos os 120 episódios das 3 temporadas.

          Em 1968, após o sucesso do seriado para TV, estreou no canal CBS o desenho animado The Batman/Superman Hour e em 1969 o desenho The Adventures of Batman and Robin the Boy Wonder, ambos da Filmation. Depois, na década de 70, o personagem apareceu no desenho The New Adventures of Batman, também da Filmation, e no desenho Super Amigos da Hanna Barbera. Além disso, a partir de 1989 foram produzidos diversos filmes de Batman para o cinema.

          O impacto do seriado de Batman de 1966 na cultura pop foi tremendo. Batman 1966 sobreviveu ao tempo e continua sendo lembrado e cultuado.

POW!! ZAP!!! BOFF! BAM! WHAMM!!


Batman e Robin da Figures Toy

Raridade:

          Bonecos de ação (action figures) do Batman e Robin de 8 polegadas da Figures Toy (2 pack series 1), baseado nos personagens da série original de 1966, interpretados por Adam West e Burt Ward. O brinquedo foi fabricado em 2014, licenciado pela DC Comics e produzido em edição limitada (peça nº 254/500, apenas 500 peças produzidas), exclusivamente para a Excelsior Toys. Algumas partes dos bonecos são feitas a mão. Um ítem quase exclusivo para a coleção! A embalagem (tipo clamshell) pode ser aberta e fechada, sem danifica-la.










Vídeo dos bonecos


Coleção Super Powers

          Os bonecos da Coleção Super Powers foram lançados no Brasil pela Estrela em 1987, em função do sucesso do desenho Super Amigos da TV. A Coleção fabricada pela Estrela era uma nacionalização do brinquedo fabricado pela Kenner Products dos EUA. A coleção Super Powers tinha uma qualidade superior no acabamento e maior número de articulações que os brinquedos concorrentes da época. Um grande sucesso e uma raridade para colecionadores.

Páginas sobre esta coleção:

Boneco Batman da Coleção Super Powers Estrela anos 80 - 1º boneco

Raridade:

          O boneco tem movimentos nos braços. A capa não é original.






Boneco Batman da Coleção Super Powers Estrela anos 80 - 2º boneco

Raridade:

          Esta segunda peça da coleção apresenta algumas falhas na pintura.



Boneco Robin da Coleção Super Powers (1989)

Raridade:

          Nas costas do boneco, há um dispositivo para mover os braços. Infelizmente, este dispositivo não está funcionando. A capa não é original.




Dupla Dinâmica



Boneco Batman Customizado Mego

Raridade:

          Boneco customizado Mego. O cartão da embalagem estampa a imagem de Adam West como Batman do seriado de 1966. O boneco vem acompanhado do bat-rang.






Abertura do seriado de TV de 1966