JORNADA NAS ESTRELAS (STAR TREK) - A SÉRIE ORIGINAL

          Concebida por Gene Roddenberry, no final da década de 60, como uma espécie de "faroeste no espaço", tornou-se cult para uma legião de fãs. O programa, produzido pela Desilu Productions, e mais tarde pela Paramount Television, estreou na rede de televisão NBC no dia 8 de setembro de 1966. O seriado abordava, na forma de ficção científica, diversos dilemas existenciais e sociais relevantes, e daí resultou a qualidade sem precedentes em programas de TV. O programa não teve muito sucesso na época, mas passou a fazer sucesso a partir de reprises, resultando em uma franquia bem sucedida com diversas sequências na TV e filmes para cinema. A nave Enterprise (NCC 1701) tornou-se tão popular e famosa que a primeira nave Space Shuttle da NASA recebeu este nome em homenagem à nave fictícia do seriado.

          O programa original para televisão, de 1966, inicialmente chamado de "Star Trek" (Jornada nas Estrelas) e, posteriormente, renomeado para "Star Trek: The Original Series", descrevia as aventuras do Capitão James T. Kirk, e sua tripulação, em sua missão de 5 anos, servindo na nave espacial USS Enterprise, NCC 1701, da Federação Unida dos Planetas, investigando outros mundos, outras civilizações. A série possuia em seu elenco William Shatner como o Capitão James T. Kirk, Leonard Nimoy como Spock, DeForest Kelley como Dr. Leonard McCoy, James Doohan como Montgomery Scott, Nichelle Nichols como Uhura, George Takei como Hikaru Sulu e Walter Koenig como Pavel Chekov.

          O desenho da nave USS Enterprise tornou-se uma das imagens mais icônicas da ficção científica. Matt Jefferies, diretor de arte da série, foi o criador do desenho básico da Enterprise original. Jefferies projetou a nave USS Enterprise original como um navio da Marinha. Isso pode ser observado, por exemplo, na disposição da sala de comando e nas estações de trabalho da tripulação. A série explorou esta relação entre as aventuras da USS Enterprise e a Marinha, como, por exemplo, o uso de um sino, uma tradição da Marinha, para marcar a corte marcial de Spock no episódio "The Menagerie".

          Roddenberry solicitou a Jefferies que projetasse uma nave espacial diferente de qualquer outra, capaz de exceder a velocidade da luz, com capacidade de manter uma tripulação de centenas de pessoas para uma missão de cinco anos, para explorar galáxias desconhecidas no espaço exterior. Jefferies concluiu que os motores de uma nave tão poderosa seriam potencialmente perigosos e posicionou-os longe do núcleo principal da nave, daí surgindo o desenho que se tornou tão famoso. Muitos anos depois, Jefferies confessaria que tirou alguma inspiração e licença artística de bobinas de fogão elétrico para a concepção da nave.

          A Enterprise possui um hangar interno, de onde pode ser lançada uma nave menor, a Galileo (NCC-1701/7), para pousos em planetas, já que a Enterprise não pode entrar na atmosfera de um planeta, embora o mais comum nos episódios seja que a tripulação se teletransportasse para a superfície do planeta.

          Foram construidos dois modelos da USS Enterprise para a filmagem da série, o maior deles medindo 3,4 m, feito em madeira e plástico . Posteriormente foram adicionadas luzes neste modelo para iluminar internamente as janelas da nave. O segundo modelo, medindo aproximadamente 18 polegadas, foi usado em algumas tomadas de efeitos especiais da série. Ele foi feito com um kit de modelismo da AMT, comercialmente disponível na época, e preenchido com luzes piscantes.

          O número de registro da nave, NCC-1701, foi inspirado no avião particular que Jefferies possuia, um Waco YOC 1935, que tinha o número de registro NC-17740. O prefixo "NC" significa os códigos atribuídos a aeronaves dos EUA. O segundo "C" foi adicionado para diferenciação. O número "1701" foi escolhido para evitar qualquer ambiguidade e ser facilmente reconhecido. De acordo com Jefferies, os números 3, 6 e 9 são facilmente confundidos.

          Gene Roddenberry, em sua biografia autorizada, revela que o filme Forbidden Planet, de 1956, foi sua inspiração para a criação do programa. Isso estabelece uma segunda versão para a escolha do número 1701 para número de registro da Enterprise, já que 17:01 é a marca de relógio no filme Forbidden Planet, quando a C57D entra em órbita de Altair IV.

          Sabe-se que Gene Roddenberry, embora tenha usado um formato de "faroeste no espaço" para o programa, inspirou-se, na verdade, em "As Aventuras de Gulliver", de Jonathan Swift, para conceber o programa, projetando para cada episódio uma história em dois níveis, uma parte de suspense e aventura, e outra que transmitisse um valor moral. As histórias contadas nos episódios do programa normalmente mostram as aventuras de humanos e alienígenas que servem a Frota Estelar, uma armada pacífica da Federação Unida dos Planetas, envolvidos em dilemas e conflitos que são alegorias para conflitos contemporâneos e questões discutidas na década de 60, quando a série foi ao ar: uso da tecnologia; guerra; imperialismo; racismo; religião; direitos humanos; feminismo; etc.

          O elenco tem seu núcleo nos personagens Kirk, Spock e McCoy. Spock é um alienígena do Planeta Vulcano, que serve a Frota Estelar. No entanto, ele é fruto do relacionamento de um Vulcano com uma Terrestre, tornando seu personagem um dos mais interessantes da série ao focar os conflitos das duas culturas, uma belicista e passional, enquanto a outra, a Vulcana, pacífica e racional. A amizade entre o Comandante Kirk e o Dr. McCoy é outro ponto a ser lembrado, pois os diálogos entre ambos dão, muitas vezes, o tom dramático para um episódio. Vale lembrar que a Tenente Uhura foi o primeiro papel importante, como personagem fixo de elenco, de um negro na TV americana, dando visibilidade aos negros em uma época em que os EUA viviam a luta pelos direitos civis.

          Embora a série original tenha durado apenas 3 temporadas, seu impacto sobre a cultura pop parece superar o pequeno número de temporadas, fazendo-a quebrar as barreiras do tempo, continuando a fazer sucesso e ser admirada pelas novas gerações de telespectadores.


"Audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve"


NCC 1701 Enterprise Dinky 358

Raridade:

          Modelo die-cast Dinky 358 da nave USS Enterprise da Meccano Dinky Toys (Inglaterra), ano 1976. O brinquedo lança mísseis em forma de disco. A miniatura possui um hangar que pode ser aberto, para alojar uma pequena nave espacial de plástico. No entanto, a peça adquirida para a coleção não veio com os mísseis, nem com a nave espacial. A peça está em ótimas condições com todos os decalques.

Página sobre o brinquedo:








Dispositivo lançador de mísseis




Hangar para a mini nave










NCC 1701 Enterprise Hot Wheels

Raridade:

             Réplica Hot Wheels da Enterprise, coleção HW Imagination 2013 New Models, código X1630. Este modelo da minha coleção, de 2013, é da 1ª série da coleção Hot Wheels. Possuo um modelo aberto e um com o blister lacrado.





Página sobre esta coleção da Hot Wheels:



Diagrama em corte da NCC 1701 


NCC 1701



Abertura do seriado



Star Trek Mego Playset

          A Mego Toys foi a primeira a produzir bonecos de ação (action figures) da franquia Star Trek. A coleção original de bonecos de 8 polegadas foi lançada em 1974, com 5 bonecos: Capt. Kirk; Mr. Spock; Dr. McCoy; Mr. Scott; e o Klingon. Na coleção de 1975 foi incluída a Tenente Uhura. Esta foi a primeira coleção de bonecos da Mego que foi comercializada exclusivamente em cartões blister. Em 1975, a Mego lançou também um playset (cenário) de vinil para ser usado com os bonecos de 8 polegadas. Este playset ilustrava a ponte de comando da Enterprise, com a cadeira do capitão, console e ao lado havia uma "câmara de teletransporte", acionada por um botão giratório. Esta coleção Star Trek da Mego é muito legal. Ela é praticamente obrigatória em uma coleção de brinquedos com este tema.

Bonecos Mego de 8 polegadas

Boneco Capt. James Kirk
Raridade:

          Boneco de ação (action figure) vintage de 8 polegadas da Mego, ano 1974. Raro! Na verdade, este boneco fazia parte de um playset da Mego com bonecos de 8 polegadas de todos os personagens do seriado. Os bonecos de ação e playsets da Mego são muito desejados pelos colecionadores. 

Página sobre o brinquedo:







 Boneco Mr. Spock Mego

Raridade:

          Boneco de ação (action figure) vintage de 8 polegadas da Mego, ano 1974. Spock sempre foi o meu personagem preferido no seriado. Este boneco é muito legal e raro. Ele está em excelentes condições. O boneco tem a qualidade da Mego: muitas articulações e roupas em tecido. A cabeça do boneco foi muito bem esculpida, com feições perfeitas. Uma grande aquisição para a coleção!


Página sobre o brinquedo:
Playset da Mego:







Playset Star Trek da Mego

          Foto apenas ilustrativa - o playset não pertence à coleção




Boneco Capt. James Kirk da Playmates Toys

Raridade:

          Boneco do Capt. James Kirk da Playmates Toys, fabricado em 2009. A Playmates perdeu a licença da franquia Star Trek para a Hasbro em 2013, assim a produção do brinquedo foi encerrada. O brinquedo está lacrado no blister. O boneco é acompanhado por 3 acessórios: cinto de utilidades; phaser; e emblema da Frota Estelar prateado que serve como suporte para o boneco.